Setembro 29, 2020

A.X.L LANÇA SEGUNDA PARTE DE SUA TRILOGIA E NOS FAZ MERGULHAR NO SEU UNIVERSO MAIS UMA VEZ

Se você já era um fã de Rap ali em meados de 2010, deve ter se deparado com o som “É Nóiz!” e o EP “Caos Pessoal”, trabalho que projetou A.X.L. para o cenário do Rap da época.

Oriundo de Jacareí, interior do estado de São Paulo, através do seu selo colaborativo com outros artistas da região, Rua do Flow, Axel começava a lançar seus trabalhos e ganhar espaço e destaque na cena.

Em 1998, um garoto de 8 anos (Axel Alberigi), vê sua vida mudar após fazer a primeira visita à seu pai na prisão. Neste contexto as reações familiares e do próprio pai, que busca um equilíbrio entre os deveres que se tem com o crime e com seus filhos, ascendem um sentimento solitário e confuso no período da infância. Antes de Tudo, foi a consequência de um assalto, pago com a liberdade, na visão do criminoso e de seu filho.
Era com esse enredo que nascia em 2014 a primeira parte da trilogia, “A Vida de Axel Alberigi – Antes de Tudo“.

Este primeiro episódio fez um grande barulho na cena, e músicas como “Pretérito”, “O mundo em Mim” e “Feito com a Gente”, fez com que enxergássemos o que Axel pretendia mostrar, e foi como um grito pro mundo, e ecoou…
Eu, particularmente, ouço este álbum frequentemente até hoje. Era uma história muito bem desenhada, e musicalmente pra quem gosta de Rap, é uma obra prima.

Então veio o hiato. A.X.L, começava então, desenhar sua carreira para outros caminhos, talvez os holofotes da época, que começavam apontar pra ele, não era o que o Ax buscava de fato, muito menos as tretas que surgiram.
E desde então, o rapper veio experimentando, lançando sons alternativos, alguns outros mais espirituais, numa linha bem mais underground, como se Ax buscasse um retiro para sua própria alma, e isso acabou o levando pra outra trilha.

Mas a história precisava ser contada, a história precisava ser continuada, e então, de forma surpreendente, na última sexta-feira, 25/09, Axel reapareceu para lançar a parte 2 desta obra.

Capa Vol.1 .jpg

O disco “A Vida de Axel Alberigi, Parte II: Tudo de Novo”, mergulha novamente neste universo da vida do personagem, narrando de forma intimista a transição da infância para a juventude, ao lado, e nem sempre ao lado, do seu pai.

As histórias narradas aparecem mais uma vez carregadas de sentimento, coisa que AXL sabe fazer como ninguém, e nos prende do começo ao fim dessa jornada.

‘BIG FI$H’ abre o disco, e mostra Axel, como o filho de peixe, nos contando sobre a saída de seu pai da prisão, e os enfrentamentos que vieram pela frente.
Dali em diante, Axel percorre a história, mostrando que está tudo amarrado nas faixas a seguir, e o porque do título do disco ‘Tudo de Novo’, a história de seu pai, se repete mais uma vez.
O desfecho do disco, é feito com a faixa “Será Doce Morrer”, canção que retrata um momento de grande tristeza do personagem ao relatar a relação com o pai; se você não se emocionou até aqui, provavelmente já não tem mais coração.
Uma curiosidade, é que essa faixa já havia sido lançada por AXL em 2018, o que nos faz entender que, mesmo sendo uma canção feita fora do universo do disco, toda a trajetória de Ax está interligada de alguma forma através das suas obras, tudo construído milimétricamente, nem sempre na linha do tempo correta, mas quando AXL monta esse quebra cabeça, a história se desenha por completa.

Contra Vol.1.jpg

Ver a continuidade de algo que a gente acredita, nos dá mais esperança que ainda há esperança. O Rap ainda respira.
Desde o primeiro EP do AXL, ainda na primeira versão deste site, sempre abrimos as portas pra esse talentosíssimo rapper, e excelente pessoa em todos os momentos que fizemos alguma conexão.
Deixo aqui minha gratidão, degustando mais esta obra prima de AXL, aguardando o desfecho desta trilogia, que na minha humilde opinião, promete demais.

Confira:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *